PROJETOS

Colinas do Douro (72).png
BioD’Agro: Estudo-piloto apoia agricultores na tomada de decisões eficientes e sustentáveis em localizações remotas

A Plataforma de Ciência Aberta - Município de Figueira de Castelo Rodrigo integra o consórcio liderado pelo Instituto Superior de Agronomia, em conjunto com a Universidade da Beira Interior, a Spaceway, a Sinergiae Ambiente Lda e as Colinas do Douro - Sociedade Agrícola, financiado no âmbito do Concurso Promove - lançado pela Fundação “la Caixa” e pelo BPI, em parceria com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia, para apoiar a dinamização das regiões de fronteira do interior de Portugal.
BioD'Agro vem dar resposta a grandes desafios do território, através da criação de um laboratório de inovação numa vinha pertencente às Colinas do Douro, em pleno Parque Natural do Douro Internacional. Neste laboratório será desenvolvido um sistema inteligente de alerta e informação que permitirá aos agricultores da região monitorizar, de forma remota, as suas culturas e tomar decisões que promovam a biodiversidade local e a sustentabilidade ambiental sem pôr em causa a produtividade agrícola.

aBEIRAr.png
aBEIRAr: Parceria de Ciência Cidadã para a Valorização do Território

aBEIRAr nasce do cruzar de objetivos comuns entre a Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela da CIMBSE, a Plataforma de Ciência Aberta - Município de Figueira de Castelo Rodrigo, o Estrela Geopark Mundial da UNESCO e a Universidade da Beira Interior com a missão potenciar o envolvimento e a participação cívica com a ciência, promover o diálogo entre cientistas e cidadãos e despertar o interesse da comunidade na construção de conhecimento e valorização do território.

OSH_logo_color_CMYK.png
H2020 Open Science Hub Network - desenvolvimento comunitário liderado pela comunidade escolar, através de investigação e inovação

A Plataforma de Ciência Aberta - Município de Figueira de Castelo Rodrigo integra o consórcio europeu Open Science Hub Network (OSHub.Network; oshub.network), financiado pelo programa-quadro da União Europeia H2020. A Open Science Hub Network tem como objetivo envolver e apoiar as escolas e intervenientes locais em práticas de investigação e inovação, como ferramentas para abordar desafios localmente relevantes e contribuir para o desenvolvimento sustentável da comunidade.

Sem Título-1.png
H2020 EU-Citizen.Science - plataforma europeia para a Ciência Cidadã

A Plataforma de Ciência Aberta (PCA) - Município de Figueira de Castelo Rodrigo (www.plataforma.edu.pt), em colaboração com a Rede de Comunicação de Ciência e Tecnologia de Portugal (http://scicom.pt/) e a Universidade de Coimbra (https://www.uc.pt/), integra o consórcio europeu EU-Citizen.Science (http://eu-citizen.science/), financiado pelo programa-quadro da União Europeia H2020. O EU-Citizen.Science tem como objetivo construir uma plataforma central para a ciência cidadã na Europa, permitindo a partilha de recursos relevantes, incluindo ferramentas, boas práticas e módulos de formação.

75196398_2682939821758069_28989878798060
Drinkable Rivers

A Plataforma de Ciência Aberta - Município de Figueira de Castelo Rodrigo integrou o projeto europeu “Rios Potáveis” (nome original: “Drinkable Rivers”) e realizou no passado dia 21 de outubro as primeiras medições para analisar a qualidade da água do rio Douro, junto ao cais fluvial de Barca D’Alva.

Precious Plastic 2.jpg
Figueira Circular

O Município de Figueira de Castelo Rodrigo foi financiado pelo Fundo Ambiental: Re-Educa, para criar um sistema de economia circular que recompensa a reutilização de desperdícios e a sua transformação em produtos de valor acrescentado, através da criação da moeda local - “Sustento” -, promovendo assim a adoção de práticas mais sustentáveis no uso eficiente e duradouro dos recursos.

20190507_113040.jpg
 Escola Aberta & Cidadania Ativa

A Plataforma de Ciência Aberta - Município de Figueira de Castelo Rodrigo, em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo, tem vindo a trabalhar na conceptualização, desenvolvimento, implementação e avaliação da estratégia educativa Escola Aberta, em contexto formal, ao nível da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, através de um trabalho contínuo de co-criação e colaboração com os professores, e que vai agora no 2º ano de implementação.

ccv.png
Clube de Ciência Viva na Escola - Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo

O Clube Ciência Viva na Escola (CCVE) - Agrupamento de Escolas de Figueira de Castelo Rodrigo (AEFCR) pretende ser um espaço de colaboração entre professores, alunos, famílias e parceiros locais/regionais para a co-criação e desenvolvimento de projetos focados em problemas de relevância local - através da estratégia educativa Escola Aberta -, promovendo simultaneamente o ensino experimental das ciências, a literacia científica e a cidadania, e contribuindo para o desenvolvimento e bem-estar da comunidade local.

O CCVE-AEFCR resulta de uma colaboração entre o AEFCR e a Plataforma de Ciência Aberta.

iNature Laboratório
de Ciência Cidadã:
IoN (Internet of
Nature)

O Laboratório de Ciência Cidadã: IoN (Internet of Nature) tem como objetivo o desenvolvimento de ferramentas tecnológicas de Ciência Cidadã que promovam a construção e comunicação de conhecimento científico em diferentes áreas naturais.

Insetos_ordem.png
Aplicação
Insetos em Ordem

A Plataforma de Ciência Aberta e o Instituto Politécnico de Beja, desenvolveram uma aplicação de telemóvel para identificação de insetos, baseada na exposição “Insetos em Ordem”, produzida pelo Tagis - Centro de Conservação das Borboletas de Portugal, cE3c - Centro de Ecologia, Evolução e Aterações Ambientais e MUHNAC - Museu Nacional da História Natural e da Ciência. 


Trata-se de uma aplicação, compatível com dispositivos com sistema operativo baseado em Android, que permite a classificação, até à Ordem, de um inseto observado. Foi desenvolvida no seguimento da exposição “Insetos em Ordem”, que esteve patente na Plataforma de Ciência Aberta até fevereiro de 2018.

 

A exposição, em itinerância desde 2010, diferencia-se pela relação que estabelece com os seus visitantes. Em vez de disponibilizar a informação científica de uma forma passiva, o conceito dos “Insetos em Ordem” leva os visitantes a passarem pela experiência individual da identificação da ordem de um inseto.

Envie-nos as suas ideias

Gostaria de colaborar com a Plataforma de Ciência Aberta
no desenvolvimento de projetos em ciência, tecnologia,
inovação, educação?

Contacte-nos através dos seguintes endereços de email: