Como
preservar
Insetos

A grande maioria dos insetos não vivem muito tempo
e é comum encontrarmos insetos já sem vida. Mesmo assim,
são interessantes para observar, podemos investigar as suas
características com recurso a lupas e/ou microscópios.

Para os observarmos melhor, quase sempre sentimos
a necessidade de movimentá-los, e movê-los de posição.
E quase sempre, mesmo que por mais cuidado que
tenhamos, acabamos por estragá-los e inutilizá-los para
observação.

O que poderemos fazer para os preservarmos durante
mais tempo e garantirmos observações futuras?

Inseto
Irrequieto

Desde sempre que a natureza e, em particular, os
animais inspiram artistas na conceção das suas obras
de arte, engenheiros no desenvolvimento dos seus
projetos, desportistas no aperfeiçoamento das suas 
técnicas…

Desta vez, vamos deixar que a grande diversidade
de insetos sirva de inspiração para a construção
de um pequeno inseto eletrónico (robot). Mãos à obra!
Mostra o que és capaz de construir com os materiais
que te disponibilizamos.

Tal como os
Pirilampos, vamos
comunicar com Luz

Nalguns locais, as noites de verão são brindadas
com pequenas luzinhas (amarelas ou verdes) que
acendem e apagam e parecem flutuar pelo ar,
deslocando-se de forma um pouco estranha.

São pirilampos, insetos que conseguem emitir luz
própria (uma propriedade designada por bioluminescência)
e que lhes permite comunicar com os seus semelhantes.
Cada espécie tem o seu próprio código luminoso.

Utilizando uma pequena placa eletrónica (arduino)
e aplicando as noções básicas de eletricidade/
eletrónica, iremos construir um pequeno circuito que
nos permitirá comandar leds luminosos. Depois bastará
apenas definir um código luminoso e experimentar
esta forma de comunicar com luz.

QUER PASSAR A ACOMPANHAR MAIS DE PERTO AS NOSSAS ATIVIDADES?

ENTÃO DEIXE AQUI O SEU ENDEREÇO DE CORREIO ELETRÓNICO.