O código Morse
dos pirilampos

Em noites quentes de verão, alguma vez viste
as pequenas mas numerosas luzes amarelas ou
verdes que acendem e apagam logo após
o pôr-do-sol?

Alguma vez pensaste porque é que algumas destas
luzes rodopiam no céu escuro enquanto outras
piscam ao nível do chão, em ervas e caules? Estas
luzes misteriosas são causadas por pirilampos.
Os machos e as fêmeas pirilampo utilizam o seu
brilho para comunicar uns com os outros.

Nesta atividade, vamos aprender mais acerca destes
incríveis animais que emitem luz, e sobre a forma
como comunicam, ao mesmo tempo que vamos
criando os nosso próprios códigos de linguagem.

 
 

Mensagens
Secretas:
dos Pirilampos,
ao Humano,
ao Computador

Lembras-te das histórias de índios em que as mensagens
eram comunicadas através de sinais de fumo? Ou dos
códigos secretos dos espiões que lhes permitiam
comunicar sem que mais ninguém percebesse?

Será que existe alguma relação entre os sinais de fumo
dos índios ou os códigos secretos dos espiões
e o piscar de luzes dos pirilampos?

Os cientistas descobriram que uma das funções
principais do brilho dos pirilampos é a comunicação,
sendo que cada espécie tem o seu próprio código.
Alguns destes códigos são muito simples, mas outros
podem ser complicadas sequências de flashes de luz.
Vamos explorar como encriptar mensagens, para enviar
e receber mensagens secretas com amigos, utilizando…
programação?

Tal como os
Pirilampos, vamos
comunicar com Luz

Nalguns locais, as noites de verão são brindadas
com pequenas luzinhas (amarelas ou verdes) que
acendem e apagam e parecem flutuar pelo ar,
deslocando-se de forma um pouco estranha.

São pirilampos, insetos que conseguem emitir luz
própria (uma propriedade designada por bioluminescência)
e que lhes permite comunicar com os seus semelhantes.
Cada espécie tem o seu próprio código luminoso.

Utilizando uma pequena placa eletrónica (arduino)
e aplicando as noções básicas de eletricidade/
eletrónica, iremos construir um pequeno circuito que
nos permitirá comandar leds luminosos. Depois bastará
apenas definir um código luminoso e experimentar
esta forma de comunicar com luz.

 

QUER PASSAR A ACOMPANHAR MAIS DE PERTO AS NOSSAS ATIVIDADES?

ENTÃO DEIXE AQUI O SEU ENDEREÇO DE CORREIO ELETRÓNICO.